Centrão e oposição se reúnem para debater ação na CCJ

Os deputados do chamado “Centrão” e deputados da oposição irão se reunir na noite desta segunda-feira (22), para articular uma ação comum para sessão da Comissão de Constituição e Justiça de amanhã.

A intenção da oposição é obstruir o desenvolvimento do debate e, consequentemente, da votação da PEC da reforma até que o governo volte atrás na decisão de manter os dados dos estudos da reforma em sigilo.

Já o centrão tem interesse particular em derrubar quatro pontos no texto da reforma para que ela seja aprovada. Desse modo, Arthur Lira (PP) e Aguinaldo Ribeiro (PP), principais representantes do centrão, foram convidados pela oposição para uma reunião hoje. O centrão pode aderir ou não a ação comum proposta pela oposição.

O centrão negociou com o secretário da reforma da Previdência, Rogério Marinho, que afirmou hoje não ter fechado acordo com o centrão, mas que, independente disso, a reforma será votada na sessão de amanhã.

A respeito da decisão do governo de manter sigilo em informações da reforma, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, manifestou em seu Twitter: “A CCJ é uma comissão apenas de admissibilidade. Conversei com o Secretário Especial da Previdência, Rogério Marinho, e ele vai apresentar nesta quinta-feira (25) os números que embasam a proposta antes da instalação da comissão especial.”

Marinho também deixou claro que mesmo se houver um acordo com o centrão, não irá haver uma mudança na espinha dorsal do projeto.

As informações são do XP Política.

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *