Funcionários de Dilma têm gastos exorbitantes pagos com dinheiro público

Dois seguranças ex-presidente Dilma Rousseff já gastaram R$ 166,9 mil, rodando com a ex-presidente por Brasil, Espanha e Estados Unidos neste ano. Dinheiro que saiu dos cofres públicos, isto é, do seu bolso.

Os dois foram os funcionários do Executivo que mais trouxeram despesas ao Estado com viagens, com 101 diárias e 14 passagens aéreas.

Os destinos foram: Nova York (EUA) e Sevilha (Espanha), em janeiro; Fort Lauderdale (EUA), Campinas (SP) e Porto Alegre (RS), em fevereiro; Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e São Paulo (SP), em março.

Procurada pelo O Globo, a assessoria da ex-presidente disse que “ela (a ex-presidente) viajou para fora do país a convite de entidades e organizações internacionais”.

O Partido dos Trabalhadores (PT) passou a utilizar, após o impeachment da petista em 2016, viagens internacionais como meio de promoção política da pauta do partido, espalhando a narrativa de que o impeachment teria sido um golpe, e também que o ex-presidente, e atualmente presidiário, Lula, foi condenado sem provas.

Com informações do O Antagonista e O Globo.

News Reporter

3 thoughts on “Funcionários de Dilma têm gastos exorbitantes pagos com dinheiro público

  1. PRIMEIRAMENTE ACABAR COM OS COMUNISTAS SEJA QUAL FOR O PARTIDO DA ESQUERDA, EXTINGUI LOS TODOS, OS QUAIS O QUE DÁ MAIS PREJUÍZO E ESSA LAIA DE MILICIA PETISTA E O RESTO VEM ATRÁS, O BRASIL, OS BRASILEIROS NÃO PRECISAM DE TANTOS PARTIDOS, COMO NÃO APROVA ESSE FORO PRIVILEGIADO E CRIMES COMETIDOS CONTRA O COFRE PUBLICO E AOS BRASILEIROS NATOS PATRIOTAS DA DIREITA, POIS OS DAS ESQUERDAS NADA APROVEITA.

  2. Primeiro preciso deixar claro que não sou petista e muito menos pslista. Sou brasileiro preocupado com o Brasil. Por isso por vezes me identifico com atos da esquerda, por vezes com atos da direita e do centro. Quanto aos privilégios aos ex-presidentes acho um absurdo pois não estão mais à serviço do País. Todos tem direito a dois veículos oficiais, 2 motoristas, assessores e seguranças, com gasto anual de cerca de 4 milhos de reais. Tem direito ainda a cartão corporativo, combustível, passagens e diárias. Isso acontece desde 1 986, com a Lei n. 7474/86. Recebem, hoje, os benefícios, Sarney, FHC, Collor, Lula, Dilma e, agora Temer. A lei precisa ser revogada com urgência. Existe em tramitação no Congresso Nacional o PL 9895/2018, de autoria dos deputados Francischini e BOLSONARO (hoje presidente).Todos nós devemos nos emprenhar em fazer um trabalho de assedio aos deputados a que temos acesso e mesmo aos que não temos, por email, wtzapp ou outro meio de contato, para fazer o PL 9895/2018, tramitar com urgência e ser aprovado para que o Brasil não tenha que sustentar privilégios de ex-presidentes que não estão mais à serviço da Nação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *