Governo cancela patrocínio da Itaipu a evento de Gilmar Mendes

Itaipu cancela R$ 42 milhões em contratos, incluindo ‘fórum de Gilmar’

O diretor-geral brasileiro de Itaipu, general Joaquim Silva e Luna, mandou cancelar todos os convênios de patrocínio que estavam em vigor, mas não tinham relação com a missão da empresa, relata o Estadão.

No total, foram rescindidos contratos da ordem de R$ 42 milhões. Um dos nove convênios cancelados foi o assinado entre a Itaipu e a FGV, que está promovendo o VII Fórum Jurídico de Lisboa –encontro que tem Gilmar Mendes entre os organizadores.

O convênio foi assinado em novembro, no final da gestão Michel Temer, e seu montante era de R$ 3,369 milhões, a serem pagos em três parcelas. Ainda em dezembro, porém, foram enviados à FGV R$ 2,492 milhões, mais de 70% do valor total.

Os R$ 876 mil restantes, que deveriam ser repassados no início do ano, foram bloqueados pela nova administração de Itaipu.

O recado de Bolsonaro a Gilmar

De acordo com o site ‘O antagonista’, há, em Brasília, quem interprete o corte do patrocínio da Itaipu ao evento de Gilmar Mendes em Lisboa como um recado de Jair Bolsonaro às movimentações do ministro.

Elas incluem o inquérito inconstitucional que, segundo vazaram à imprensa, pretende pegar empresários bolsonaristas que estariam financiando ataques ao STF.

 

News Reporter

1 thought on “Governo cancela patrocínio da Itaipu a evento de Gilmar Mendes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *