Novos critérios para Lei Rouanet acaba com privilégio de artistas famosos

O ministro da cidadania, Osmar Terra quer reduzir de 60 para 10 milhões de reais o valor máximo de captação nas empresas para o incentivo a projetos culturais

A Caixa, BB, Petrobras e BNDES vão patrocinar projetos com artistas desconhecidos e não famosos. Além disso, o nordeste passará a ter prioridade nesses patrocínios e não mais somente o eixo Rio – São Paulo, como é feito hoje.

O projeto também vai aumentar de 10 para 20 ou até 30 por cento os ingressos gratuitos para espetáculos financiados pela verba pública — parte irá para pessoas de baixa renda.

Mais informações no Vídeo abaixo:

Veja Também:

Fim da farra, futuro Ministro da Cidadania quer “pente-fino” na Lei Rouanet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *