Quem vai pagar essa conta? Deputado propõe que cônjuges morem em Brasília para “evitar traições”

“Sabe quanto custa uma passagem de ida e volta para o Acre?!”

O deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) propôs que seja adotada na Câmara a promoção de “reuniões com os cônjuges” dos parlamentares. A ideia, de acordo o deputado, é que sejam evitados casos de traições.

Conforme o deputado, a medida se trataria de uma prevenção, com o intuito de evitar que os deputados, ou deputadas, longe dos seus respectivos cônjuges, que ficam nos estados de origem do parlamentar, se envolvam em relações extraconjugais, ou seja, evitar traições.

O problema é que, de acordo com Cavalcante , uma espécie de fundo seria criada para bancar as viagens de ida e volta dos cônjuges a Brasília. Ele não deu detalhes sobre como isso seria feito, mas obviamente você já sabe; criar um fundo é o mesmo que dizer que vai usar recurso público.

“Sabe quanto custa uma passagem de ida e volta para o Acre?!”, disse o deputado cara de pau à revista veja

Quer dizer, já não basta todos os benefícios e penduricalhos que nos somos obrigados a sustentar, não só em Brasília mas em todo país, agora querem meter a mão no bolso do contribuinte para bancar um “programa anti-chifre”.

Realmente, o Brasil não é para amadores

 

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *