Após investigação, Trump é inocentado da acusação de conluio com a Rússia

Documento do procurador Robert Mueller diz ainda que não há provas suficientes de que presidente americano cometeu obstrução de justiça

O relatório do procurador especial Robert Mueller sobre a possível interferência russa nas eleições dos EUA de 2016 concluiu que o presidente Donald Trump não cometeu o crime de conspiração (ou conluio), mas não o isenta da possibilidade de ter cometido outro crime, o de obstrução de justiça.

O procurador-geral, Robert Barr, recebeu o relatório na sexta-feira (22), e enviou um resumo ao Congresso neste domingo (24).

O relatório deixou a cargo de Barr e de outro procurador, Rod Rosenstein, a decisão de determinar se Trump pode ter cometido o crime de obstrução de justiça, e eles decidiram que o presidente é inocente também nessa questão.

Principais conclusões da investigação, segundo o resumo do relatório:

  • A Rússia interferiu nas eleições presidenciais de 2016 nos EUA, hackeando computadores de democratas e através do uso de mídias sociais;
  • Trump e seus associados não participaram dos esforços russos e são inocentes;
  • Não ficou provado que Trump obstruiu a justiça durante a investigação e nem que ele é inocente;
  • A decisão se Trump obstruiu ou não a justiça ficou na mão do procurador-geral e de outro procurador, e eles avaliaram que o presidente é inocente.

“O Conselho Especial [criado para investigar o presidente] não descobriu que a campanha Trump, ou qualquer pessoa associada a ela, conspirou ou coordenou com o governo russo nesses esforços, apesar das múltiplas ofertas de indivíduos afiliados russos para ajudar na campanha Trump ”, segundo Barr, que resumiu o relatório em uma carta enviada pelo Departamento de Justiça dos EUA ao Comitê Judiciário do Congresso

Na carta de quatro páginas enviada ao Congresso, Barr diz que, embora sua análise ainda esteja em progresso, ele acredita ser de interesse público descrever o relatório e resumir suas principais conclusões.

Após a divulgação do resumo, Trump comentou em um post no Twitter: “Sem coluio, sem obstrução, completa e total inocência. Mantenha a América grande!”, escreveu.

 

*Com informações do G1

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *