Bolsonaro comenta confissão do terrorista Cesare Battisti

O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, comentou a declaração de envolvimento de Battisti nos assassinaos nesta manhã.

“Battisti, “herói” da esquerda, que vivia colônia de férias no Brasil proporcionada e apoiada pelo governo do PT e suas linhas auxiliares (PSOL, PCdoB, MST), confessou pela 1ª vez participação em 4 assassinatos quando integrou o grupo terrorista Proletários Armados pelo Comunismo”, afirmou Bolsonaro.

“Por anos denunciei a proteção dada ao terrorista, aqui tratado como exilado político. Nas eleições, firmei o compromisso de mandá-lo de volta à Itália para que pagasse por seus crimes. A nova posição do Brasil é um recado ao mundo: não seremos mais o paraíso de bandidos!”, declarou.

Ao ser eleito, Bolsonaro afirmou que faria “tudo o que fosse legal” para extraditar Battisti. Após a sua extradição, o ministro do Interior da Itália, Matteo Salvini, agradeceu o “empenho do Brasil em solucionar o caso”.

Battiti viveu anos sustentado pela esquerda brasileira, sob o argumento de ser “perseguido político”. Hoje pela manhã o terrorista confessou envolvimento em 4 assassinatos.

Veja:

Terrorista protegido por Lula admite envolvimento em quatro assassinatos, diz procurador italiano

 

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *