Gilmar Mendes arquiva inquérito contra Lindbergh Farias

O ministro Gilmar Mendes, arquivou um inquérito contra o ex-senador Lindbergh Farias (PT-RJ) por crime de responsabilidade, fraude em licitação e corrupção passiva.

A investigação era sobre supostas irregularidades em obras públicas em Nova Iguaçu (RJ) entre 2005 e 2006, no período em que Lindbergh era prefeito. De acordo com ‘O Globo’ o ministro resolveu arquivar o processo porque, passados seis anos, não foram apresentados indícios suficientes contra o ex-parlamentar.

“Declaro a prescrição dos crimes previstos nos arts. 89 e 90 da Lei nº 8.666/93 (sobre licitações) (…) e acolho as razões da Procuradoria-Geral da República quanto à ausência de elementos mínimos de materialidade e autoria delitiva em relação aos demais crimes, razão pela qual determino o arquivamento deste inquérito instaurado em face do investigado Luiz Lindbergh Farias sem prejuízo da reabertura das investigações em relação aos crimes não prescritos, caso surjam novos elementos de prova”, afirmou Gilmar Mendes.

Em maio do ano passado, o ministro Dias Toffoli , também do STF, arquivou outro inquérito contra Lindbergh . Ele era acusado de irregularidades na gestão do Fundo de Previdência dos Servidores Municipais de Nova Iguaçu ( Previni ), quando foi prefeito da cidade. O motivo foi o mesmo: após longa apuração, não foram encontradas provas contra ele.

Veja também:

Condenado a quase 200 anos de prisão, Sérgio Cabral resolve “abrir o bico”; esse tem muito a dizer

 

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *