Haddad passa o dia Internacional da Mulher com Lula falando mal de Bolsonaro

O presidiário Lula voltou a receber a visita de seu poste Fernando Haddad, candidato derrotado nas últimas eleições presidenciais, na condição de advogado.

O principal assunto da conversa entre os dois na carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, onde Lula cumpre pena pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, foi o presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com Haddad, Lula estaria muito preocupado com a democracia, após as declarações de Bolsonaro. Na quinta-feira (7), o presidente afirmou que democracia e liberdade só existem se as Forças Armadas quiserem.

“Ele [Lula] participou de todo o processo de redemocratização do país. E o recado que ele tem é o seguinte: quem garante a democracia é o povo, que é de onde emana todo poder, segundo nossa Constituição. Então, se a gente quiser defender nossos direitos, a nossa mobilização se torna mais necessária do que nunca no momento em que esses direitos estão sendo ameaçados”, comentou Haddad.

O petista também comentou sobre a morte de Arthur Araújo Lula da Silva, neto do ex-presidente, que morreu aos sete anos, na semana passada, vítima de meningite. Conforme Haddad, Lula sempre demonstra uma capacidade muito grande de reação. A disputa de Lula, segundo seu pupilo, continua grande para lutar pelo Brasil.

News Reporter

1 thought on “Haddad passa o dia Internacional da Mulher com Lula falando mal de Bolsonaro

  1. Com relação a morte do neto, Lula não tem sentimento algum, pois para ele o que importa é o poder. Ele não tem amigos, parentes ou companheiros, pois se for preciso para se manter na liderança , ele os traí. Um imoral mau caráter.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *