Validade da “delação do fim do mundo” vai ser avaliada por Fachin nos próximos dias

O ministro Edson Fachin vai ouvir, nos próximos dias, os ex-diretores da JBS para decidir se a delação será ou não homologada.

A chamada “delação do fim do mundo”, que implicou 85 deputados e senadores na investigação da Lava Jato e quase derrubou o presidente Michel Temer, será mais uma vez decidida no Supremo Tribunal Federal.

A gravação da conversa com Temer, feita no Palácio do Jaburu, fora da agenda, provocou a crise, que dividiu o Governo em antes e depois deste terremoto. Pegou também o então presidente do PSDB, Aécio Neves.

A defesa dos dois – Temer e Aécio – ataca os ex-diretores e a delação, que é considerada generosa demais.

De acordo com o repórter José Maria Trindade, da Jovem Pan, se a delação não for homologada, os depoimentos e provas valem nos processos, mas, sem essa proteção judicial, os delatores vão se calar ou, até mesmo, mudar versões daqui para a frente.

 

News Reporter

2 thoughts on “Validade da “delação do fim do mundo” vai ser avaliada por Fachin nos próximos dias

  1. Por vários indiciamentos de corrupções, QUANDO O STF IRÃO ACEITAREM OS PROCESSOS ? ou irão continuarem evitando…. E TRANSFORMAREM AS CORRUPÇOES EM DIREITOS ADQUIRIDOS DE LADRÕES ?

  2. Ministro Fachin, já tem condições de saber dos indiciados e envolvidos nesta matéria, com sabedoria, agora com vontade das investigaçoes, e não depender, somente dos ex-diretores da JBS para decidir se a delação será ou não homologada, deve cruzar fatos, aprofundar, nas provas existentes e etc. ou tranferir para a Justiça Federal de segunda instância., acho melhor. menos burocrático

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *