PM acusado de matar Marielle usou advogado de familiares de Beira-Mar, diz jornalista

De acordo com o jornalista Claudio Dantas, do site ‘O Antagonista’, o PM reformado Ronnie Lessa preso ontem pelo assassinato de Marielle Franco, foi defendido numa causa cível pelo criminalista Sergio Alves Teixeira Júnior, advogado de familiares de Fernandinho Beira-Mar e de outros poderosos integrantes da cúpula do Comando Vermelho.

Com seu nome indexado em mais de 330 processos, Sérgio Teixeira tem entre seus principais clientes Luan Medeiros da Costa, filho de Beira-Mar, e Marcos José Monteiro Carneiro (o Periquito), compadre e braço-direito do megatraficante, além de seu filho Maicon Monteiro Carneiro.

Sérgio Teixeira também advoga para Saulo Oliveira (o Saulo Beira-Mar), que era considerado uma espécie de sucessor do megatraficante até ser preso em 2017. Em 2004, o advogado foi indiciado por crime de facilitação de fuga do traficante Leandro Aparecido de Jesus Sabino, o DJ.

Ainda de acordo com o jornalista, há algum tempo, o MP do Rio investiga a parceria de milicianos com traficantes, especialmente no fornecimento de armas e informações privilegiadas – as chamadas “narcomilícias”. O esclarecimento do assassinato de Marielle passa, necessariamente, pela apuração de uma eventual ligação de Ronnie com Beira-Mar.

*Com informações do site ‘O Antagonista’

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *