Em retaliação a bancada do PSL, Campos Machado tem projeto para proibir “lives” dentro da Alesp

Com medo do poder das redes sociais e em retaliação ao poder da bancada do PSL na ALESP que nem tomou posse ainda, Campos Machado propõe projeto para proibir a transmissão de lives no plenário.

Um dos principais críticos da indicação do nome de Janaína Paschoal para presidente da Alesp, Campos Machado (PTB) contra-ataca a “turma do smarthphone”. De acordo com a Coluna do Estadão deste domingo, Machado quer propor um projeto que lei que proíba transmissões ao vivo pela internet na tribuna, no plenário, em audiências e comissões. Segundo o jornal, o parlamentar alega que as lives são “atividade paralela” e que podem promover “incitação de movimentos de protestos” e até “à violência”

Balela, isso é censura ao vivo e em cores em pleno 2019. Oque teria Campos machado a esconder do Povo?

veja também:

Doria se alia ao PT para impedir que Janaína ocupe cargo na mesa diretora da Alesp

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *