Ex-candidata que denunciou possível esquema de candidaturas “laranjas” no PSL acredita que Bebianno sabia de tudo

A ex-candidata teme pela vida dela e de seu filho, e pede apoio a Sérgio Moro.

Cleuzenir Barbosa concorreu a deputada estadual e afirma que candidaturas femininas da legenda eram usadas para desviar dinheiro público. Ela acredita que o ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o ex-ministro Gustavo Bebianno sabiam dos crimes.

A professora aposentada, Cleuzenir Barbosa, fugiu para Portugal após as eleições ao perceber que estava denunciando um crime que poderia ter grandes proporções. Ela afirma que, mesmo fora do país, teme pela própria vida e a vida do filho. Por isso, em entrevista à rádio ‘CBN’, pediu que o ministro Sergio Moro se manifeste sobre o assunto.

“Eu preciso ainda de ouvir do Ministro da Justiça o tão falado apoio às vítimas que ele daria, o tão falado apoio às vítimas aí no Brasil, vítima denunciante, que fala né. Eu tenho um filho só, meu filho vai fazer 17 anos, pela minha vida e a vida do meu filho. No caso da política, quando a vítima denuncia, a vítima não tem segurança alguma. Hoje em dia o deputado circula, deputado que hoje é ministro , circula naturalmente em Brasília e a pessoa que é vítima tem que dar um jeito de desaparecer. Eu não tenho condições pra me manter aqui, minha manutenção aqui tem sido muito complicada. “

De acordo com Cluzenir, um dos assessores de Marcelo Álvaro, teria colocado uma arma em cima de uma mesa enquanto conversava com ela sobre os repasses da campanha. A ex-candidata diz que tentou denunciar o esquema a pelo menos seis pessoas do PSL próximas a Marcelo, mas que ele era sempre blindado.

Em um trecho da entrevista a ‘CBN’, a Cleuzenir acredita que Marcelo Álvaro, sabia de todo o esquema. Assim como o ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, que era presidente nacional do PSL, durante a campanha.

“Eu acho assim, que se um chefe não para pra ouvir uma situação dessa, ele está no mínimo sendo conivente com a situação. Estava confortável, entendeu?
– Repórter: Você acredita que ele também sabia, você chegou a ter algum contato com ele, Cleuzenir?
– Com o Bebiano? Possivelmente. Quem enviou o dinheiro pra mim foi o Bebiano.
– Repórter: Os 60 mil?
– Sim, foi o Bebiano, que é o fundo do partido, foi o Bebiano.”

 

*Com informações da Rádio CBN

Veja também:

Senador Kajuru detona Bebianno: “bandido e mal caráter”

Áudios de conversa entre o Presidente e Bebianno são vazados na imprensa, provam versão de Carlos Bolsonaro

Saiba quem é Floriano Peixoto Neto, o General que assume cargo no lugar de Bebianno.

News Reporter

1 thought on “Ex-candidata que denunciou possível esquema de candidaturas “laranjas” no PSL acredita que Bebianno sabia de tudo

  1. Senador Kajuru detona Bebianno: “bandido e mal caráter”

    A Coluna Extra precisa ter cuidado com o português.
    Não se escreve “mal” caráter.
    O correto é MAU CARÁTER.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *