Manuela D’ávila foi fazer média com índios mas leva invertida histórica

“Para de falar merda Manuela”, disse índia.

A ex-candidata a vice-presidente, Manuela D’ávila, foi ao Twitter durante o final de semana para atacar o presidente Jair Bolsonaro a partir das questões envolvendo terras indígenas. Entretanto, uma parente da índia usada no tuíte de D’ávila deu uma resposta desconcertante à comunista.

Com uma foto de uma índia mergulhando em um rio, a comunista tuitou: “Nossos índios resistem e lutam bravamente contra o governo Bolsonaro e suas ameaças de demarcações. Fotos lindas do Ricardo Stuckert.”

A resposta veio com Ysani Kalapalo, que escreveu: “Para de falar merda Manuela, vocês comunistas que ficam enviando essas ideias na cabeça dos parentes. Essa foto é da minha parente Akuku Kamayura, o nosso território Parque Indígena do Xingu já está demarcada há muito tempo!”

De fato, numa rápida busca no Google, é possível encontrar uma publicação no Instagram do fotógrafo Ricardo Stuckert com a legenda “Akuku Kamayurá mergulha no rio Dois Irmãos, na Área de Proteção Ambiental da Chapada Imperial.”

Veja também:

Jornalista do ‘O Globo’ passa vergonha ao tentar “censurar” o juiz Marcelo Bretas

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *