Bolsonaro avisa que não vai prorrogar intervenção na segurança do Rio

Rio de Janeiro está sob intervenção federal desde 16 de fevereiro deste ano

O presidente eleito afirmou em entrevista coletiva nesta sexta-feira (30) que não vai prorrogar a intervenção federal na segurança pública do estado do Rio de Janeiro. A medida foi iniciada em fevereiro, por vontade do governo de Michel Temer, e está prevista para ser encerrada no fim deste ano.

“Eu assumindo, não prorrogarei. Se quiserem falar de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), eu vou depender do parlamento para assinar”, disse. A GLO, regulada pela Constituição, concede poder de polícia temporariamente a militares para restauração da “normalidade”.

Bolsonaro disse também que não vai manter a intervenção sob justificada de não haver “retaguarda jurídica” a militares e policiais.

“Como presidente, não serei irresponsável de ‘botar’ nossos homens e mulheres nas ruas para, após a missão, serem processados.”

Bolsonaro também defendeu penas mais pesadas para criminosos.

“Ter segurança significa não ter pena de bandido, muito pelo contrário. Você tem que dar mais pena para ele.”

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *