A rede Cinemark, que exibiu filme sobre Lula e provavelmente exibira o do Marighella censura documentário sobre 1964.

A Cinemark cancelou a transmissão do documentário sobre 1964, produzido pelo Brasil Paralelo, afirmando “não querer envolvimento político”.

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (1º) na rede social Twitter, a Cinemark justificou a censura dizendo que não autoriza em seus complexos “a divulgação de mídia partidária tampouco eventos de cunho político”. No entanto, já transmitiu filmes do Lula e propagandas para o Dória.

Além disso a empresa deu outra desculpa esfarrapada para justificar a censura. Eles alegaram que, por um “erro de procedimento em função do desconhecimento prévio do tema do evento”, acabou permitindo “equivocadamente a realização do mesmo.”


O posicionamento da empresa enfureceu os defensores do filme, que emplacaram o termo #BoicoteCinemark entre os assuntos mais comentados no Brasil.

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *