Militares se rebelam contra maduro e são detidos

autoridades Venezuela prendeu um grupo de soldados que se rebelaram segunda-feira contra o ditador Nicolas Maduro em um quartel em Cotiza, no norte de Caracas, de acordo com um comunicado das forças armadas.

“Durante a detenção foi possível recuperar armas roubadas e atualmente elas fornecem informações de interesse para as agências de inteligência e para o sistema de justiça militar. Para esses assuntos será aplicado todo o peso da lei “, disse a nota publicada pelo ministro da Defesa, general Vladimir Padrino .

De acordo com as Forças Armadas, em torno 02H50 local (06h50 GMT) um “pequeno grupo de assaltantes” da Guarda Nacional Bolivariana (GNB), sem especificar o número- roubou uma “grande quantidade de armas militares” a partir de uma posição em Petare (este ) e sequestrou quatro soldados.

O grupo então foi para Cotiza, onde gravou vídeos que circularam nas redes sociais, em que eles disseram que não conheciam Maduro e pediram o apoio da população.

“Eles foram neutralizados, entregues e capturados, em tempo recorde, eles já estão confessando detalhes, a primeira coisa que disseram foi que lhes ofereceram moradias e castelos e os deixaram sozinhos, que haviam sido enganados. Nós vamos ganhar! “Tweetou iosdado Cabello , número dois do governo de Chávez.

(Fonte: AFP)

News Reporter

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *